ARTIGO CIENTÍFICO - Desenvolvimento de Filmes Extrusados com Micropartículas de Óleo Essencial de Orégano e Aplicação na Conservação de Massa Fresca

DESENVOLVIMENTO DE FILMES EXTRUSADOS COM MICROPARTÍCULAS DE ÓLEO ESSENCIAL DE ORÉGANO E APLICAÇÃO NA CONSERVAÇÃO DE MASSA FRESCA

por GEANE CRISTIANE BALAN

RESUMO

 

BALAN, G. C. DESENVOLVIMENTO DE FILMES EXTRUSADOS COM MICROPARTÍCULAS DE ÓLEO ESSENCIAL DE ORÉGANO E APLICAÇÃO NA CONSERVAÇÃO DE MASSA FRESCA. 81 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Tecnologia de Alimentos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Londrina, 2020.

 

O impacto ambiental causado pelas embalagens plásticas convencionais tem aumentado o interesse pelo uso de materiais biodegradáveis. Os filmes biodegradáveis podem ser produzidos a partir de biopolímeros, tais como polissacarídeos, proteínas e lipídeos, formando matrizes contínuas que permitem a incorporação de compostos bioativos. A farinha de trigo pode ser uma alternativa para realização de blendas com outros biopolímeros, como o poli (adipato co-tereftalato de butileno) (PBAT), para produção de filmes por extrusão sopro em balão. Alguns aditivos, como óleo essencial de orégano, podem ser adicionados nas embalagens como agente antimicrobiano e antioxidante para a elaboração de embalagens ativas. Porém, durante o processo de extrusão termoplástica, os óleos essenciais podem se volatilizar e até mesmo se degradarem e uma alternativa para preservar a bioatividade dos óleos é realizar a sua microencapsulação. O objetivo deste trabalho foi produzir filmes de farinha de trigo e PBAT adicionados de óleo de orégano livre e microencapsulado por extrusão termoplástica e avaliar a sua aplicabilidade como embalagem ativa na conservação de massa fresca de pastel. As micropartículas de óleo essencial de orégano (OEO) foram produzidas por spray drying e caracterizadas quanto à morfologia, eficiência de encapsulação, diâmetro médio e distribuição de tamanho. Os filmes foram elaborados por extrusão sopro em balão e foram caracterizados em relação às propriedades mecânicas, permeabilidade ao vapor de água (PVA), solubilidade, cor, opacidade, análise termogravimétrica, morfologia e capacidade antioxidante. As partículas obtidas apresentaram diâmetro médio de 8 µm e eficiência de encapsulação de 65,73 %. A incorporação do OEO microencapsulado e livre interferiram significativamente nas características e propriedades do filme. Verificou-se que os filmes com óleo essencial de orégano microencapsulado (FOM) apresentaram menor resistência à tração (T) e Módulo de Young (MY), maior elongação (ε), solubilidade e capacidade antioxidante quando comparado aos demais. Durante 28 dias de armazenamento refrigerado, a massa de pastel embalada com filme FOM foi o que apresentou menor contagem de bolores e leveduras, quando comparado com as massas armazenadas com os outros filmes. Porém, o mesmo efeito não foi verificado para a contagem de microrganismos psicrotróficos. Os resultados obtidos neste trabalho sugerem que a microencapsulação protegeu o OEO, permitindo a obtenção de filmes ativos biodegradáveis para aplicação em alimentos onde a contaminação por fungos e leveduras seja predominante. Palavras-chave: Farinha de trigo. Spray drying. Composto bioativo. Extrusão sopro. Antioxidante.

 

CONCLUSÕES

 

Foi possível microencapsular óleo essencial de orégano pela técnica de spray drying com sucesso, obtendo-se partículas esféricas com diâmetro médio de aproximadamente 8 µm. Destaca-se a possibilidade de produção de filmes de farinha de trigo e PBAT com incorporação de OEO livre e microencapsulado por extrusão sopro em escala piloto, obtendo-se filmes contínuos e homogêneos. Este fato corrobora com as micrografias dos filmes, que mostraram que não houve separação de fases entre a farinha, PBAT e OEO. De forma geral, verificou-se que os filmes FOM apresentaram-se menos resistentes e mais flexiveis quando comparado com os demais, é possível que a microencapsulação tenha protegido o óleo de orégano e este pode ter atuado melhor como um plastificante durante o processo de extrusão. A adição de óleo de orégano livre e microencapsulado elevou significativamente a concentração de compostos fenólicos totais e a capacidade antioxidante dos filmes, sendo em maior proporção no filme FOM, evidenciando a eficacia da microencapsulação que preservou os compostos bioativos do OEO. Os filmes contendo OEO quando aplicados na conservação de massa para pastel mostraram-se efetivos no controle de bolores e leveduras durante 28 dias de armazenamento. Porém, o mesmo efeito não foi verificado para bactérias psicrotróficas sugerindo que os filmes obtidos neste trabalho possuem apenas atividade antifúngica. Por fim, destaca-se a necessidade de um estudo detalhado sobre o perfil de liberação do óleo essencial de orégano em diferentes simulantes alimentícios e também a quantificação deste na massa de pastel.

 

Fonte: http://riut.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/4857/1/LD_PPGTAL_M_Balan%2c_Geane_Cristiane_2020.pdf


Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Related Posts

Aromaterapia Para Melasmas e Manchas Escuras na Pele
Aromaterapia Para Melasmas e Manchas Escuras na Pele
AROMATERAPIA PARA MELASMAS E MANCHAS ESCURAS DE PELE Você sabia que 90% das pessoas que têm melasmas (manchas escuras...
Read More
Óleos Essenciais Podem Ser Alternativa Para Conservar Alimentos
Óleos Essenciais Podem Ser Alternativa Para Conservar Alimentos
Óleos Essenciais Podem Ser Alternativa Para Conservar Alimentos   Utilizados pelos chineses há mais de 4 mil anos, os...
Read More
Inalação com Óleos Essenciais
Inalação com Óleos Essenciais
INALAÇÕES COM ÓLEOS ESSENCIAIS   A INALAÇÃO é indispensável para quem tem problemas nas vias respiratórias. A inalaçã...
Read More