Óleo de Mamona ajuda o seu intestino a funcionar melhor

A prisão de ventre, intestino “preguiçoso”, ou cientificamente falando, constipação intestinal, é um mal que atinge 20% da população mundial, segundo apontou o relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS). Os mais afetados são as mulheres e os idosos.

O médico oncologista, Dr. Drauzio Varela, revela quando é perceptível um diagnóstico da doença: “Quando ocorrem duas ou menos evacuações por semana e/ou o esforço para evacuar é grande demais e pouco produtivo”.

O Óleo de Mamona, também conhecido como Óleo de Rícino, é rico em ricinolein, um glicérido de ácido ricinoleico, torna-se um grande facilitador para esses quadros de prisão de ventre, pois apresenta benefícios laxantes.

As propriedades do Óleo promovem a retenção da água no intestino e também causa uma espécie de irritação nas mucosas, o que provoca o esvaziamento do intestino.

Como ingerir:

Basta beber 1 colher de chá, em jejum, de 3 em 3 dias.
Pode ser misturado a sucos.

Contra-indicação:

Não é recomendado tomar por mais de três dias seguidos. Antes de qualquer decisão, procure o seu médico.

Como funciona o Óleo de Mamona no organismo?

Inicia-se a ação digerindo o resíduo do alimento não digerido e limpa o sistema, ajudando na evacuação adequada.

Outro ponto interessante são os hábitos alimentares. O consumo de alguns alimentos específicos  ajudam (e muito) no processo de regularização do funcionamento intestinal.

Confira as dicas de bons hábitos alimentares concedidas pela Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG):

–  Consuma mais fibras, a ingestão diária de 25 a 30 gramas para um adulto já é suficiente. As fibras, apesar de não serem digeridas pelo organismo, ajudam a regularizar o bom funcionamento do intestino. Alimentos com alto teor de fibra: pão integral, arroz integral, frutas, verduras, feijão, aveia, cereais;

–  Frutas, vegetais e cereais integrais ricos em carotenóides, vitamina A e vitamina C ajudam a prevenir essas doenças. Os carotenóides são encontrados em vegetais e frutas de cor amarela ou alaranjada como a cenouras, e em vegetais folhosos de cor verde escura como o espinafre e brócolis;

–  Evite alimentos ricos em gordura animal como carne vermelha, manteiga, leite integral, queijos, natas, banha, creme de leite, lingüiça, salame, presunto e pele de frango;

–  A ingestão excessiva e prolongada de bebidas alcoólicas deve ser evitada;

–   Ao fritar, grelhar ou preparar carnes na brasa a temperaturas muito elevadas, podem ser criados compostos que aumentam o risco de câncer. Por isso opte por métodos de cozimento que usam baixas temperaturas como vapor, fervura, ensopado, cozido ou assado.

Onde encontrar:

COMPRE AQUI O ÓLEO DE MAMONA.

Você encontra o Óleo de Mamona acessando este link: mundodosoleos.com ou indo até a nossa loja localizada no CLSW 504 Bloco “B” loja 46, Sudoeste, Brasília (DF).

Estamos também nas redes sociais. Curta nossa página no facebook e acompanhe novidades e artigos como esse. Gostou do artigo? Já usou algum desses óleos? Conte pra gente e compartilhe pelo Facebook 


Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Related Posts

4 Óleos Essenciais que Reduzem a Retenção de Água e o Inchaço nas Pernas
4 Óleos Essenciais que Reduzem a Retenção de Água e o Inchaço nas Pernas
4 Óleos Essenciais que Reduzem a Retenção de Água e o Inchaço nas PernasVocê sente suas pernas, tornozelos ou pés inc...
Read More
ARTIGO CIENTÍFICO -Determinação do Perfil de Ácidos Graxos do Óleo da Amêndoa do Fruto do Licuri
ARTIGO CIENTÍFICO -Determinação do Perfil de Ácidos Graxos do Óleo da Amêndoa do Fruto do Licuri
TÍTULO: DETERMINAÇÃO DO PERFIL DE ÁCIDOS GRAXOS DO ÓLEO DA AMÊNDOA DO FRUTO DO LICURI (SYAGRUS CORONATA (MARTIUS) BEC...
Read More
Saboroso e com Muitos Nutrientes, Óleo de Licuri Previne Doenças e tem usos Cosméticos
Saboroso e com Muitos Nutrientes, Óleo de Licuri Previne Doenças e tem usos Cosméticos
Mais conhecido regionalmente, o óleo extraído do semiárido nordestino pode ser usado na cozinha ou em cosméticos Pro...
Read More