Bochecho com Óleo de Girassol elimina até 11 doenças de uma vez só!

“Há mais mistérios entre o céu e a terra do que a vã filosofia dos homens possa imaginar”. Apropriando-nos da célebre frase de Shakespeare, nos aproximamos um pouco das descobertas surpreendentes que o poder da natureza nos revela todos os dias. A infinidade de Óleos e benefícios para a nossa saúde e bem-estar colaboram para que tenhamos uma vida mais longa. Encontramos no Mundo dos Óleos, a solução para diversos problemas. E o que é melhor, de forma totalmente natural.

Já imaginou com apenas um bochecho diário eliminar 11 tipos de doenças de uma vez só? Pois este é o currículo nada modesto do Óleo de Girassol.

O líquido apresenta ácidos graxos essenciais, atuando como um antioxidante eficaz, graças à presença de vitamina E. O Óleo ainda atua diretamente nas células ligadas ao Sistema Nervoso Central.

Bochecho é a fonte de prevenção

Além disso, foi descoberto pelo médico bacteriologista Dr. Karach sobre os benefícios deste Óleo por meio de bochechos. Esta prática é capaz de prevenir e cuidar doenças como: bronquite, dores de dente, de cabeça, trombose, artrose, eczemas, dores nos rins, úlcera no estômago, doenças intestinais, doenças da mulher, problemas cardíacos.

Como fazer

Uma colher de sopa do Óleo de Girassol é a medida máxima para colocar na boca e bochechar. Em seguida, em movimentos circulares, realize o bochecho por todos os cantos da boca de 15 a 20 minutos, tempo suficiente para uma verdadeira limpeza.

Em seguida, cuspa todo o líquido. É natural (e esperado!) que saia da boca, um líquido totalmente branco. Isto significa que a tarefa foi concluída com sucesso. Caso, ainda saia muito amarelo, quer dizer que é preciso caprichar mais!

Outra dica é não desistir na primeira tentativa. É comum dar ânsia de vômito nas primeiras vezes, por isso, não force a barra e tente novamente no dia seguinte. Aos poucos, ocorre a adaptação. Jamais engula. Este é um processo de desintoxicação, então, não há relação lógica em retornar com o líquido para dentro do corpo novamente.

O Dr. Karach recomenda que o bochecho seja feito de manhã cedo, antes do desjejum e que para acelerar o processo de cura, recomenda-se a repetir o procedimento, três vezes ao dia, antes das refeições com o estômago vazio.

 

Onde encontrar: Você encontra esses e outros Óleos acessando este link: mundodosoleos.com ou indo até a nossa loja localizada no CLSW 504 Bloco “B” loja 46, Sudoeste, Brasília (DF).

Estamos também nas redes sociais. Curta nossa página no facebook e acompanhe novidades e artigos como esse. Gostou do artigo? Já usou algum desses óleos? Conte pra gente e compartilhe pelo Facebook


2 comentários

  • Gostaria de saber se paciente com diagnóstico de esclerose múltipla pode fazer o bochechos com oleo de girassol e o resultado.

    Maria Do Carmo Reis
  • Achei fantastico, gostaria de saber entre os oleos de girasois qual o melhor, o mais claro o mais escuros ou se ambos tem o meamo beneficio.

    Zélia

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Related Posts

Óleo de girassol (Helianthus annus L.) Como cicatrizante de feridas em idosos diabéticos
Óleo de girassol (Helianthus annus L.) Como cicatrizante de feridas em idosos diabéticos
RESUMO   Introdução: O fitoterápico óleo de girassol (Helianthus annuus L.) é capaz de acelerar o reparo do tecido da...
Read More
ATIVIDADES INSETICIDA, REPELENTE E ANTIFÚNGICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE Cinnamomum cassia
ATIVIDADES INSETICIDA, REPELENTE E ANTIFÚNGICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE Cinnamomum cassia
RESUMO Devido ao uso indiscriminado de agentes químicos e as perdas de grãos armazenados, faz-se necessário a busca ...
Read More
MÉTODOS ALTERNATIVOS PARA O CONTROLE in vitro DE Colletotrichum gloeosporioides AGENTE CAUSAL DA ANTRACNOSE EM PIMENTA DEDO-DEMOÇA
MÉTODOS ALTERNATIVOS PARA O CONTROLE in vitro DE Colletotrichum gloeosporioides AGENTE CAUSAL DA ANTRACNOSE EM PIMENTA DEDO-DEMOÇA
RESUMO   A utilização de diferentes métodos visando o controle de doenças fitopatológicas proporciona uma redução da ...
Read More